domingo, 14 de junho de 2009

Lembranças do Prestes Maia: Dona Clarice Barbosa

No pequeno cômodo do terceiro andar do edifício Prestes Maia vivia Dona Clarice Barbosa. De Cafelândia, interior do estado de São Paulo, com então 57 anos, antes de chegar ao Prestes Maia ela vivia numa quitinete alugada na avenida São João, região central da capital paulista.

As diárias como faxineira se tornaram insuficientes para bancar o aluguel culminando na sua mudança para o edifício invadido pelo Movimento dos Sem Teto do Centro (MSTC).

Junto com ela vieram sua mãe, Dona Sebastiana de 79 anos; o sobrinho-neto Marcos, 4 anos ,e sua mãe Isabel, 29, que sofre de uma pequena debilidade mental, e contribui para as despesas com a pequena pensão que recebe do governo.

Quando a conheci fazia apenas 30 dias que ela estava no prédio. Pediu a direção um andar baixo, por conta da mãe, mas não foi atendida. A preferência pelos primeiros andares é dos moradores mais antigos.

Há pouco tempo havia adotado um gatinho para inibir os ratos que circulavam ao apagar das luzes. Ela e a sobrinha dormiam no chão e temiam o ataque das ratazanas, ou uma doença decorrente delas. A cama estava reservada para o garoto e a velha mãe.


















[*] Publicado originalmente em Outras Fontes em 08 de junho de 2009.

2 comentários: