quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Em tempo

Depois de sete meses, hoje me ocorreu que não escrevi nada sobre o “Pioneiras”. Que falha! Então lá vai...

O projeto, idealizado por Ricardo Tacioli, editor dos sites Gafieiras e Rádio Cultura Brasil, tomou forma a partir de uma idéia antiga: criar um grupo de fotografia dedicado ao registro da música brasileira. Reunir fotógrafos, independente da área de atuação, dispostos a irem ao além-palco. O microfone, o instrumento e o tablado que fazem parte do dia-a-dia ficariam no segundo plano na construção desse acervo iconográfico da música brasileira.

Em pouco tempo a turma já contava com o Jefferson Dias – velho parceiro do Gafieiras-, João Correia, Otavio Vale e Renato Nascimento – indicação do Max (Gafieiras); Ricardo Ferreira, Fernando Ângulo e Ernesto Rodrigues. Todos fotógrafos de longa data e com atuações distintas que podem ser conferidas na página quem somos.

Dos encontros surgiram muitas e boas idéias que deram início a lista de temas e personalidades que estariam na mira de nossas câmeras, mas um foi especialmente atrativo. Diante da proximidade do Dia Internacional da Mulher registrar algumas das desbravadoras do meio artístico musical no Brasil era, além de uma homenagem, um resgate de parte da história da música nacional.

Paralelo a definição das artistas e contatos, tínhamos uma questão bastante importante: a exposição. A possibilidade da mostra de fotografia se apresentar fisicamente foi ficando cada vez mais impossível a medida que o Dia Internacional da Mulher se aproximava, pois muitos dos possíveis parceiros que fizemos contato já tinham fechado suas ações. Foi então que surgiu a idéia da mostra digital, em mídias indoor e internet.

A circulação no formato digital matou vários coelhos com um só golpe: milhões de pessoas veriam a mostra, já que nossos principais parceiros eram a TV Minuto e TVO - desenvolvedoras de conteúdo para TVs instaladas nos trens do Metrô e ônibus na cidade de São Paulo, respectivamente-; os custos caíram somente sobre as sessões; a produção e finalização sairia em tempo!

O resultado ainda pode ser conferido na internet: treze personalidades que iniciaram suas carreiras entre as décadas de 1940 e 1960, textos sobre as artistas e sessões fotográficas, uma ilustração lindíssima feita pelo Daniel Almeida e finalizada por Fernando Almeida, além do visual classudo do site.

Ainda hoje, de vez em quando, visito o Pioneiras pra dar uma namorada. Confesso que na primeira semana de circulação da mostra fiz questão de ir a todos os lugares por meio do metrô. Fiquei emocionada quando vi as imagens na pequena TV. Valeu.

Abaixo deixo meu registro (vergonhoso) do grupo, numa reunião de pauta um tantinho etílica! Desculpem-me pela falta de foco!










Nenhum comentário:

Postar um comentário